Como otimizar a conexão entre o consultório e o laboratório digital?

consultorio-tecnologia

Como otimizar a conexão entre o consultório e o laboratório digital?

Como otimizar a conexão entre o consultório e o laboratório digital?

O uso de CAM para fazer pontes (em dentes naturais ou implantes) pode ser compartilhado com os técnicos especialistas. Estes, equipados com CAM, conseguem normalmente ajustes de uma regularidade impecável.

Hoje, com a tecnologia a nosso favor, os consultórios dentários começam a investir em novos procedimentos e priorizar a interface digital, o que amplifica e melhora a comunicação do consultório com o laboratório digital.

Os novos procedimentos são interessantes para quem já possui um sistema CAM para o envio de dados via software CEREC-CONNECT. Ele é totalmente gratuito e garante uma reprodutibilidade de resultados. Eles superam a distância e são muito seguros. Permitem o trabalho em conjunto mesmo com uma distância de 900 km, por exemplo.

O dentista compartilha suas impressões com o técnico, ele por sua vez, instantaneamente recebe e começa a trabalhar, assim é possível pular a fase de montagem, o que facilita e agiliza o trabalho no consultório com possibilidade de obter melhores resultados.

Fluxo de trabalho padronizado para alcançar bons resultados

– Uma impressão óptica da situação inicial antes da preparação, molda o arco pleno, de cima para baixo. Isto é feito facilmente com espaçadores flexíveis;

– A preparação do dente deverá ser justa-gengival, assim, preservará o periodontal e as limitações de visão serão nítidas sem usar meios de deflexão gengivais;

– As ferramentas digitais nos permitem controlar imediatamente a espessura das preparações pela sobreposição com as imagens iniciais de transparência. Com efeito, se percebe que a preparação é insuficiente, basta preparar novamente a área problemática na boca e a câmera a bordo;
– Determinação dos limites para pilares;

 

– Envio de dados através de um único botão. É possível ter acesso e escolher os laboratórios registrados contidos em uma lista;

 

– Adicionar arquivos como fotos é um procedimento muito simples, que pode ser utilizado através de uma janela de bate-papo, por exemplo. Esta troca é possível em todas as fases de realização do processo.

 

A comunicação com o paciente é extremamente importante para que ele entenda todas as etapas de processamento. Além disso, contribui para aliviar possíveis tensões e possibilita uma boa e ativa relação entre os dentistas e técnicos de prótese dentária.

Procedimentos do laboratório

– O laboratório recebe a ordem do consultório dentário e pode validar a solicitação em 5 minutos;

– O comando é realizado através de modelos stereolithography infiniDent que são réplicas exatas;

– Pode realizar a concepção e fabricação do quadro de CAD;

– Há modelos que podem ser recebidos em 2 dias;

– Tomar nota sobre o modelo que o técnico pediu para cortar digitalmente e verificar solicitações de dados adicionais com um shaper, seguindo a rota realizada no consultório odontológico;

– E por último, resta apenas enviar via Chronopost o trabalho que o dentista pode colocar na boca, sem qualquer ajuste.

O risco de falha costuma ser evitado ao utilizar o procedimento de forma adequada, diminuindo consideravelmente as chances de problemas com ajustamento de sub-limites ou delinear-contorno, problemas de oclusão ou matiz.

O futuro para estes métodos de projeto é muito promissor. O âmbito de indicação será expandido para as parafuso-realizações, realizações protéticas totalmente guiadas e as próteses feitas ainda antes da cirurgia.

No Comments

Post a Reply