Dentição infantil: Extrair ou conservar um dente em uma criança?

denticao-infantil

Dentição infantil: Extrair ou conservar um dente em uma criança?

Dentição infantil: Extrair ou conservar um dente em uma criança?

É necessário que os pais reconheçam o valor e a importância dos dentes chamados decíduos ou dentes de leite. Eles são realmente temporários, 20 no total, dez em cada arcada dentária, porém devem ser tratados com muito cuidado.

Dividem-se em grupos e cada um tem sua finalidade específica na mastigação. Os incisivos cortam, os caninos rasgam e os molares trituram. Isso caracteriza a necessidade da presença de todos os dentes, para que seja efetuada uma boa mastigação.        Vale ressaltar que nesta dentição provisória, não existe o grupo dos pré-molares, que só aparecerá na dentição permanente.

Substituição dos dentes

Quanto à substituição dos dentes temporários pelos permanentes, é fundamental esclarecer alguns pontos imprescindíveis para o cuidado deles. Os dentes permanentes vão se formando por baixo dos temporários e, conforme evoluem em sua formação, reabsorvem concomitantemente as raízes dos antecessores, até que estes caem e os permanentes assumem seu lugar.

A dentição permanente se inicia com a erupção dos primeiros molares, normalmente isso ocorre aos seis anos de idade. Eles se localizam atrás de todos os de leite, sem substituir, portanto, nenhum temporário.       E estes são talvez os dentes mais importantes de todos os outros permanentes, porque, durante a época da mudança, são eles que mantêm a articulação. Eles que sustentam e dirigem a correta posição dos outros dentes. Sua perda prematura pode gerar distúrbios difíceis de serem reparáveis, não só estéticos, mas também aqueles prejudiciais à própria saúde e desenvolvimento harmônico da criança. Daí a importância da informação e dos cuidados com a saúde bucal.

Depois passamos pela dentição mista, no período que vai dos 6 aos 11/12 anos da criança, mista completa até a erupção completa dos dentes permanentes. Podendo ter algum tipo de variação de indivíduo para indivíduo.

A saúde dos dentes

A saúde dos dentes permanentes é uma consequência direta da saúde dos dentes temporários. Dentes temporários estragados e não reparados podem causar sérios danos aos dentes permanentes. Por isso cuide da higienização bucal do seu filho desde cedo, não espere que ele reclame de uma dor de dente para levá-lo ao dentista, faça disto uma rotina periódica.

O cuidado com a dentição previne uma série de problemas ortodônticos e diminui os riscos da necessidade de extração do dente em diversos casos. Além, de evitar que eles fiquem suscetíveis a cáries e problemas na gengiva.

Os exames feitos nas crianças irão permitir, ao clínico geral ou o odontopediatra, verificar qualquer alteração na articulação dos dentes e encaminhar ainda em tempo ao ortodontista. Em alguns casos, os tratamentos ortodônticos podem ser iniciados muito cedo, com grandes benefícios para o paciente. E, não raras vezes, sem que seja necessário colocar aparelhos, outras atitudes proporcionam melhor posicionamento dos dentes. O acompanhamento desde cedo possibilita parâmetros para um diagnóstico futuro.

Meios de conservação dos dentes

Alimentação balanceada

Uma alimentação balanceada é primordial para a constituição de dentes saudáveis. Quando o dente ainda está em formação é muito importante adicionar o cálcio, o fósforo e as vitaminas, principalmente A, C e D para conseguir dentes fortes.

O ideal é que esses elementos sejam fornecidos ao organismo através de alimentos, e não de medicamentos. Para isso, os pais devem procurar a orientação de um médico pediatra.

Higienização bucal adequada

A higienização bucal deve iniciar-se, na criança, o mais cedo possível. No início, deverá ser executada pela sua mãe, e posteriormente com a supervisão dos pais, já que a criança, não terá ainda a habilidade suficiente para realizar esse tipo de rotina sozinha.         O desejável é que a escovação ocorra de duas a três vezes ao dia e para motivar as crianças, os pais podem adquirir escovas coloridas, com seus personagens favoritos e tornar aquele momento o mais agradável possível, até que eles possam escovar os dentes sozinhos.

Visitas regulares ao dentista

A recomendação é que os pais levem seus filhos para visitas periódicas ao dentista de 6 em 6 meses, assim será mais simples identificar as cáries ou qualquer problema ainda no início facilitando o tratamento.

Tratamentos Ortodônticos

O tratamento ortodôntico é indispensável para a correção dos dentes tortos, principalmente porque os dentes mal posicionados são altamente suscetíveis às cáries.

Cuidados com a ingestão de açúcar

O ideal é evitar a ingestão exagerada de açúcar eDentição infantil: Extrair ou conservar um dente em uma criança? doces, esses tipos de alimentos contribuem para o desenvolvimento das cáries. E quando as crianças comerem algum tipo de doce, o indicado é se certificar que eles escovem bem os dentes.

No Comments

Post a Reply