Indicações da Toxina Botulínica na Odontologia

toxina botulinica na odontologia

Indicações da Toxina Botulínica na Odontologia

Bastante conhecida pela sua aplicação nos tratamentos médicos estéticos para a atenuação de rugas da face, a toxina botulínica, ou proteína botulínica, é uma neurotoxina de origem bacteriana de alta especificidade. Sua administração é bastante segura, se respeitados as suas indicações e protocolos.

Ela age, basicamente, paralisando o músculo que está em hiperfunção, devolvendo-lhe o estado de normalidade, sem comprometer as funções motoras da boca.

 

Quais benefícios e finalidades a toxina botulínica traz para a odontologia?

Na odontologia, a toxina botulínica foi regulamentada desde setembro de 2011 pelo Conselho Federal de Odontologia – CFO.

Pela sua atuação na diminuição da tensão muscular, a toxina botulínica pode ser usada para diversas finalidades na área, como por exemplo, o controle do bruxismo, uma condição que se caracteriza pelo apertamento ou ranger de dentes durante o sono e/ou em vigília e que, de acordo com as estatísticas médicas, acomete cerca de 40% da população mundial.

A explicação é simples: quando a toxina botulínica é injetada em um dos músculos da face, a tensão diminui, de maneira que não há força o suficiente para provocar o atrito entre os dentes. Evitando, assim, o desgaste ou a fadiga dos músculos da mastigação, uma das situações responsáveis pelas dores faciais.

 

A principal vantagem em relação ao tratamento tradicional é que, diferentemente das placas noturnas, que podem gerar desconforto ao descanso do paciente, a toxina não causa incômodo. Além disso, a substância também pode ser aplicada no controle das próprias dores de cabeça secundárias ao bruxismo.

Outro benefício do Botox para a Odontologia é o tratamento corretivo das assimetrias da face, como o sorriso assimétrico, ligadas à hipertrofia dos músculos da mastigação.

O tratamento também é benéfico para pacientes que ao sorrirem mostram a gengiva em excesso – chamado sorriso gengival – podem escapar/ livrar-se da cirurgia nos casos em que a distância do lábio até a gengiva não excede três milímetros. Uma pequena aplicação no músculo interno do buço, responsável por tracionar o lábio superior para cima, impede que ele suba e, mantendo-se no lugar, expõe menos a gengiva. A melhora do quadro é notória e não há perda de sensibilidade no lábio superior, nem a sensação de face paralisada

 

Resultados rápidos e visíveis

Entre as suas vantagens mais significativas, a intervenção com toxina botulínica traz resultados rápidos e uma solução que apresenta pouquíssimos – e passageiros – efeitos colaterais, de forma que a sua utilização é bastante segura.

Sem dúvidas, a aplicação da toxina botulínica é muito mais segura quando é realizada por um cirurgião dentista devidamente habilitado para administrá-la.

Entre em contato com o Instituto Velasco e conheça nosso curso.

No Comments

Post a Reply